Cotidiano

10 de agosto de 2022

Eleições terão urnas mais inclusivas para ajudar pessoas deficientes

Os novos aparelhos são adaptados com recursos específicos para atender o eleitorado que necessita desse suporte

Os eleitores com deficiência auditiva ou visual agora poderão depositar seus votos em urnas eletrônicas mais inclusivas. O modelo que será utilizados nas eleições gerais de 2022, programada para outubro, é a UE2020. Os novos aparelhos são adaptados com recursos específicos para atender o eleitorado que necessita desse suporte. Entre as novidades estão o aprimoramento da sintetização de voz e a inclusão de um intérprete de libras na tela do dispositivo.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), serão disponibilizadas o total de 101.543 urnas eletrônicas. Deste número, 44.880 são do modelo UE2020, entretanto, também serão usadas as versões de 2009, 2010, 2011, 2013 e 2015.

A nova urna conta com construção física diferente dos aparelhos operados nas eleições passadas. Ela possui baterias que não demandam recargas a cada quatro meses de armazenamento e que têm vida útil mais longa, o que diminui custos de manutenção. O processador é 18 vezes mais rápido, em relação aos modelos anteriores, e o teclado possui duplo fator de contato, que permite detectar erros em caso de mau contato ou curto-circuito na tecla.

Ainda conforme o TRE-SP, a sintetização de voz, recurso voltado para eleitores com deficiência visual, foi aprimorada. Além de melhorias na qualidade geral do áudio, serão falados os nomes de suplentes e vices. Nas eleições de 2020, a urna só emitia um som informando o nome da candidata ou candidato titular. Também será possível cadastrar um nome fonético. Isso significa escrever o nome do jeito que ele é falado. Assim, o software não erra e fala o nome de candidatos e candidatas corretamente.

Sorocaba

Em Sorocaba, atualmente, há 1.231 eleitores que possuem deficiência visual ou auditivas. Nas eleições de 2018, esse índice era de 995. Ou seja, em quatro anos houve aumento de 23,7% no número de pessoas que necessitam de assistência na hora de depositar seus votos. Desta forma, os cartórios eleitorais de todo País disponibilizam urnas para treinamento de eleitores. No município, a ação ocorre no Pátio Cianê Shopping desde o dia 26 de julho, com previsão para ser encerrada no dia 27 de agosto.

O modelo UE2020 foi instalado em uma sala que fica no segundo piso do Pátio Cianê Shopping, no bloco B, ao lado equipamento antigo, para efeito de comparação. Lá, as pessoas podem simular uma votação, em que cinco partidos fictícios concorrem aos cargos públicos. Para testar a nova urna eletrônica, basta ir ao shopping, sempre aos sábados, das 17h às 20h. O empreendimento fica na avenida Afonso Vergueiro, 823, Centro.

De acordo com João Lima, chefe do Cartório Eleitoral 343, que atende Sorocaba, além de mostrar o funcionamento do aparelho aos eleitores com deficiência, a iniciativa também serve como um incentivo ao processo democrático, principalmente para os jovens eleitores. Logo, a demonstração também disponibiliza uma cartilha voltada ao público adolescente.

“Sorocaba conta com cerca de 513 mil eleitores. Esse novo modelo conta com novos recursos inclusivos para pessoas com deficiência, mas, os jovens também podem — e devem — participar do processo eleitoral. O material disponibilizado explica conceitos de crime de eleição, como boca de urna e a questão das fake news. Voto branco, nulo, fala de tudo isso. É uma breve orientação”, destacou.

A Associação Sorocabana de Atividades para Deficientes Visuais (Asac) também receberá apresentação das urnas eletrônicas no dia 19 de agosto, conforme programação da Justiça Eleitoral. A entidade está localizada na rua Sete de Setembro, 344, Centro. (Wilma Antunes)

Array