Saúde & Bem-estar

31 de março de 2024

Dia da Nutrição: alimentação é aliada para pacientes em tratamento oncológico

Quando se fala em pacientes com câncer, além dos procedimentos tradicionais, como quimioterapia e radioterapia, o atendimento multidisciplinar é fundamental, pois impacta no bem-estar e na qualidade de vida do indivíduo. Nesse cenário, a nutrição desempenha um papel importante: além de ajudar a pessoa a se fortalecer, auxilia no enfrentamento dos efeitos colaterais do tratamento.

De acordo com a Ana Flávia Locatelli, nutricionista do Instituto de Oncologia de Sorocaba (IOS), uma alimentação natural e balanceada é especialmente benéfica para favorecer um estado nutricional adequado para a realização do tratamento definido pelo oncologista. “Pacientes que têm a oportunidade de serem acompanhados por um nutricionista podem apresentar uma melhor resposta ao tratamento, ter menos efeitos colaterais, menos risco de desnutrição e, o mais importante: ter qualidade de vida durante e após o tratamento”, afirma a nutricionista.

Desafios enfrentados e auxílio da nutrição

Pacientes com câncer costumam enfrentar uma série de desafios, que incluem situações como perda de apetite, oscilações de peso, alterações no paladar, náuseas e outros desconfortos gastrointestinais. Tudo isso pode comprometer significativamente a ingestão de alimentos. “As necessidades nutricionais do paciente oncológico podem estar aumentadas e, por este motivo, é importante que as orientações sejam individualizadas, levando em consideração a fase da doença, o tipo de tratamento, as intolerâncias alimentares, preferências e sintomas que ele apresenta”, explica Ana Flávia.

A nutricionista também diz que, para cada sintoma gastrointestinal do tratamento oncológico, existem orientações nutricionais específicas que ajudam na melhora da ingestão e da qualidade da alimentação. “Quem sofre com náuseas, por exemplo, deve priorizar alimentos frios, secos e ácidos, utilizar temperos suaves e pouca gordura no preparo, além de fracionar as refeições em pequenos volumes ao dia, evitando jejuns prolongados”, exemplifica. A nutricionista também destaca outras dicas que podem auxiliar os pacientes, como mastigar bem os alimentos, não deitar após as refeições e evitar beber muito líquido junto com a comida. “Picolés de suco natural, água de coco, smoothies de frutas e vegetais podem ajudar a hidratar de forma saudável”, complementa.

Indicações para pacientes em tratamento

Em um tratamento contra o câncer, é importante cuidar da saúde de forma integral, com alimentação saudável, atividade física regular, sono adequado e manejo do estresse. “Qualquer desequilíbrio nestes pontos pode favorecer oscilações de peso ou de composição corpórea”, diz a nutricionista.

O ideal é que a alimentação seja baseada em alimentos in natura e minimamente processados. “Consumir estes alimentos vai nutrir e fortalecer o corpo durante o tratamento e ajudar na prevenção de recidivas e de surgimento de um novo câncer”, complementa. Além disso, os pacientes devem evitar alimentos com um potencial risco microbiológico, como vegetais mal- higienizados, carnes malpassadas, preparações com ovos crus, leite e derivados não pasteurizados, além de alimentos ultraprocessados, chás, fitoterápicos e suplementos sem indicação de um profissional da saúde.

Array