Dá Trabalho

4 de março de 2024

Estou há muito tempo sem trabalhar… Como explicar isso no currículo?

Quando estamos fora do mercado de trabalho por muito tempo, voltar a procurar emprego pode causar uma certa angústia, principalmente pelo espaço em branco das experiências recentes. Vejo isso como uma recorrência comum: pessoas que precisaram ficar paradas por algum tempo ficam constrangidas com o “buraco” no currículo. “Como que eu explico isso? Ficou essa mancha no meu currículo, é duro explicar”, já ouvi algumas vezes.

Lógico que longos períodos sem trabalhar não são o ideal, porém é uma situação que ocorre com certa frequência pelos mais variadas motivos. Quando você falar sobre esses momentos, seja sincero sobre a razão de não estar trabalhando. Pode ser que estava cuidando dos filhos, estudando para aprender mais ou outra questão pessoal. Ser sincero é importante para ser confiável.

Mesmo que não esteja trabalhando, é possível tirar aprendizados que podem valorizar seu currículo. Pode ser uma nova habilidade que aprendeu, um curso que fez, ou até mesmo lições da vida. Fale sobre isso para mostrar que você não ficou parado, mas sim que continuou crescendo.

Projetos pessoais como pintura, artesanato, jardinagem ou outras ocupações podem ser incluídas no currículo no campo de Habilidades. Isso mostra que você estava sendo produtivo, mesmo sem estar trabalhando.

Experiências sem carteira contam! Esse é um erro muito comum. O profissional deixa de colocar uma experiência de trabalho no currículo, como “bicos” ou freelances, porque foi sem registro. Coloque as experiências sem registro em carteira e deixe para explicar isso pessoalmente ao recrutador. Na entrevista, caso seja questionado, você consegue expor melhor a situação.

Entendo que explicar os motivos que o levaram a ficar desempregado podem gerar constrangimento, entretanto, com objetividade, clareza e sinceridade, isso ficará mais leve. Mesmo sem emprego, é possível aprender mais e ficar preparado para quando a oportunidade aparecer. Lembre-se sempre de ser sincero (com bom senso, é claro), contar o que aprendeu e continuar buscando aprender mais. Com atenção a esses detalhes, você estará mais perto de conseguir um bom emprego.

Com as dicas acima, ainda fica difícil explicar em palavras? Vou deixar um exemplo como inspiração para que escreva a sua própria história:

Sobre mim:

“Durante os últimos anos, me dediquei a cuidar de minha mãe, em razão de um problema de saúde. Mesmo fora do mercado, continuei estudando e me atualizando sobre a área, com a conclusão de um curso de mídia social. Com a melhora do quadro de saúde dela, estou disponível, atualizada e com muita disposição para voltar ao mercado de trabalho”.

É importante que seja sincero e direto ao escrever no currículo de maneira simples a razão pela qual não estava trabalhando. Mas atenção, sem exagero nos detalhes, ok? Acrescentar informações desnecessárias e indelicadas pode passar uma imagem de pessoa indiscreta.

Acredito que dessa forma fica fácil, certo? Ficou alguma dúvida? Me chama no whatsapp, que eu respondo todo mundo?

_*Péricles Régis*_

*Quer receber as vagas de emprego? Me chama no whats:* (15) 98144-0844

https://www.instagram.com/pericles_regis/

https://br.linkedin.com/in/periclesregis

Péricles Régis

“O cara das vagas”, como é conhecido, é criador do Parceria Social de Empregos, projeto social de compartilhamento de vagas que já ajudou cerca de 100 mil pessoas a se recolarem no mercado de trabalho. Péricles Régis está em seu segundo mandato como vereador em Sorocaba. Eleito por duas vezes com campanhas custo zero, abdicando inclusive do fundo eleitoral, tem forte atuação em articulações de políticas públicas para geração de emprego, estímulos ao empreendedorismo, qualificação profissional e educação política.

 
Array